/Ciro sobre Tabata Amaral: “ninguém pode servir a dois senhores”

Ciro sobre Tabata Amaral: “ninguém pode servir a dois senhores”

O ex-ministro e presidenciável nas eleições de 2018, Ciro Gomes (PDT), disse em entrevista ao Estadão Podcast no programa desta terça-feira (16/07) que está decepcionado com a posição da deputada federal Tabata Amaral (PDT), por causa do voto a favor da reforma da Previdência. O ex-ministro disse que ninguém “pode servir dois senhores”, em uma referência ao fato da parlamentar ser próxima ao RenovaBR, grupo de renovação política financiado por empresários, e defendeu que os 8 deputados do partido peçam para sair da legenda.

De acordo com Ciro, não existe tentativa de abrandar a vida dos parlamentares na agremiação. Vai ser instalado os procedimento na comissão de Ética do Partido e eles terão direito a ampla defesa, contudo, ” eu defendo que eles deixem o partido,”. No caso da Tabata ela teve todas as oportunidades do mundo para se manifestar que iria votar favorável a reforma da previdência e nunca o fez, relata Ciro. Não existe outra palavra é traição.

Ciro esclarece que o partido se mostrou favorável a reforma da Previdência, tanto que apresentou uma proposta, mas a reforma do presidente  Bolsonaro é injusta e perversa, ela ataca a classe média e a classe trabalhadora que são os mais afetados e o partido deixou muito claro em todas as manifestações que iríamos ficar contra esse modelo proposto pelo governo e até a véspera da votação a Tabata demonstrava que iria votar com o partido e depois diz que vai votar favor da reforma, não tem outro nome isto é traição, destaca Ciro Gomes.

 

Comente com Facebook