/A vaidade de Guedes

A vaidade de Guedes

O ministro da Economia Paulo Guedes disse em entrevista à revista Veja que, se a reforma for muito reduzida pelo Parlamento, deixará o governo. Gestores lembraram que essa não é primeira vez que Guedes sinaliza desapego ao cargo. Contudo, ninguém acredita que ele vá sair agora.

O fato é que as declarações de Guedes de deixar o governo Jair Bolsonaro, mesmo sendo amplamente divulgadas, elas não causaram alvoroço no mercado e na cúpula da política. Gestores de investimentos e deputados apontaram o mesmo motivo para a falta de reação: ninguém é insubstituível. Operadores dizem estar mais preocupados com a entrega efetiva da reforma da Previdência do que com o nome que levará a proposta adiante. No Congresso, a fala foi lida como um recado ao Planalto, mas eivado de vaidade.

Comente com Facebook