Secretário da Segurança Roberto Sá está a caminho de Viçosa do Ceará após chacina em praça

2 Min. de Leitura

A chacina de Viçosa do Ceará, chocou o estado. O secretário da Segurança Roberto Sá está a caminho do município para averiguar o ocorrido registrado na madrugada desta quinta-feira (20/6), quando sete pessoas foram mortas a tiros na praça da Igreja da Matriz. Outras duas pessoas ficaram feridas na ocorrência.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), estão indo ao local também o delegado-geral da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), Márcio Gutierrez; o coronel comandante-geral da Polícia Militar do Ceará (PMCE), Klênio Savyo; e o secretário executivo de Ações Integradas e Estratégicas da SSPDS, Sérgio Pereira.

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também foi acionada e coletou vestígios que vão colaborar com as investigações. As apurações sobre o ocorrido ficarão a cargo da Delegacia Municipal de Viçosa do Ceará. A ocorrência segue em andamento.

As forças de segurança apuram se o ataque seria motivado por disputa entre facções criminosas atuantes no estado do Ceará. Moradores do local comunicam cerca de 50 disparos de arma de fogo, no momento em que as pessoas foram mortas, por volta das 3h da madrugada.

As duas pessoas que ficaram feridas também teriam sido levadas para hospitais na região, em estado grave. Com isso, o número de mortos na chacina, em Viçosa do Ceará, ainda pode aumentar.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As informações podem ser direcionadas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85)3101-0181, que é o número de WhatsApp, pelo qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. As denúncias podem ser encaminhadas ainda para o telefone (88) 3632-1112, o número da Delegacia Municipal de Viçosa do Ceará. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Compartilhar Notícia