/DICAS DE MARKETING 24: QUAL É A MINHA MISSÃO NESTE MUNDO? POR REGINALDO SILVA

DICAS DE MARKETING 24: QUAL É A MINHA MISSÃO NESTE MUNDO? POR REGINALDO SILVA

Nem sempre vamos ter essa resposta cedo. Às vezes levam anos, outras vezes uma vida inteira.

É preciso acreditar em algo, mesmo quando não está muito claro. É sobre ligar pontos entre o futuro e o passado, mesmo sem  saber exatamente o que vai acontecer, mas,  acreditar faz toda diferença.

Hoje, trago o exemplo de um dos grandes gênios da contemporaneidade. Ao olharmos  os produtos da Aplle; o iPhone, o iPod,, o iPad, sabemos  o quanto as crenças são importantes nas histórias de sucesso. Steve Jobs um de seus criadores fala sobre a importante história de ligar pontos e acreditar.

Steve era filho de mãe solteira. Devido as dificuldades para sua criação ela resolveu entregá-lo para adoção. Mas fez uma exigência. Que os futuros pais adotivos fossem formados. O casal que estava na fila queria uma menina e não um menino. Surge um novo casal para adotar aquele garoto, no entanto, existia um impasse. Eles não eram formados como sua mãe biológica determinara. Os pais adotivos se comprometeram então em formar aquela criança e sua mãe liberou à adoção.

Steve Jobs foi para a faculdade com 17 anos, mas, algo o incomodava. Não achava justo seus pais gastarem todas às suas economias para pagarem uma faculdade cara para ele. Bem como não conseguia enxergar valor no que estava produzindo para sua vida. Foi aí que decidiu abandonar a faculdade. Ainda que sem destino e sem saber que caminho trilhar, resolveu dar vazão a curiosidade e seguir sua intuição, mesmo sem saber onde ela daria.

Como ele mesmo relata em seu discurso para os formandos de Stanford, não foi nada romântico. Steve, dormia no chão do quarto dos amigos e retornava  garrafas de coca cola para ganhar alguns centavos e fazer as refeições do dia.

Resolveu fazer um curso de caligrafia. Lá aprendeu sobre caracteres com e sem serifa, sobre a variação do espaço entre diferentes combinações de letras, sobre o que torna a grande tipografia grande. Aqueles pontos que nenhuma ciência conseguia capturar, artisticamente sutis,  eram fascinantes para ele e que mais tarde aquele aprendizado seria materializado no lançamento da primeira versão do computador Macintosch.

Hoje, os tipos de letras e cores que você escreve e produz na tela do seu computador, você deve aquele curso feito por Steve Jobs, onde nem ele mesmo imaginaria o resultado final da sua curiosidade e intuição.

Lá no início, Steve buscava sua missão de vida, alguma coisa não estava conectada entre o ser, poder e ter. O fator acreditar fez toda diferença.

Essa é nossa dica de Marketing de hoje, a criação de produtos que gerem valor, criados e produzidos com coração, mente e espírito transformam a vida de milhões de pessoas.

 Sobre o Autor

Reginaldo Silva- professor, historiador, radialista e consultor de marketing

[email protected]

Facebook: Reginaldo Silva

 

Comente com Facebook