/“Centrão” acerta ponteiros para votar proposta da reforma da Previdência na CCJ

“Centrão” acerta ponteiros para votar proposta da reforma da Previdência na CCJ

O “Centrão” acertou os ponteiros com o governo para votar nesta terça-feira (23/04) a reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A equipe econômica aceitou alterar pontos que não devem afetar o R$ 1,16 trilhão de economia em uma década que o governo espera obter com as mudanças nas regras para se aposentar no Brasil.

Na noite de ontem (22/04), lideranças do Centrão, especialmente PP e PR, ainda conversaram com o governo sobre alterações no relatório. A expectativa é de que pelo menos quatro pontos fiquem fora do texto já na CCJ: o fim do pagamento de multa do FGTS para aposentados; a possibilidade de se alterar, por projeto de lei, a idade máxima da aposentadoria compulsória, o que poderia afetar indicações para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF); a exclusividade da Justiça Federal do Distrito Federal para julgar processos contra a reforma; e o dispositivo que garante somente ao Executivo a possibilidade de propor mudanças na Previdência.

A oposição, por outro lado, recorreu à Justiça para barrar a votação até que a equipe econômica detalhe os dados que embasaram a formulação da reforma. O líder da oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), entrou com um mandado de segurança na Justiça Federal exigindo do governo a divulgação das informações.

Comente com Facebook