‘Valdemar que vá dar conselhos a quem ainda acredita nele’, diz Tabata

4 Min. de Leitura

A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) rebateu críticas feitas pelo presidente do PL, Valdemar Costa Neto, à sua pré-candidatura na disputa pela Prefeitura de São Paulo.

Em entrevista ao programa Estúdio I, da Globonews, o dirigente partidário afirmou que a parlamentar não tem experiência em órgãos públicos ou em administração municipal e que, por isso, seria “um erro”.

“Como vai dirigir uma prefeitura, merenda escolar, obra? Não tem noção. Nunca participou de um governo, nunca aprendeu. Vai aprender na prefeitura, em São Paulo? Isso vai ser um caos para São Paulo”, disse Valdemar.

Ao comentar as falas, Tabata questiona o apoio do dirigente da sigla ao prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB). “Pelo que temos visto, quem não tem experiência administrativa é o próprio candidato do Valdemar, o atual prefeito Nunes”, afirma a deputada, em mensagem enviada à coluna.

“Além disso, eu não estou aqui para discutir com quem pratica a política de sempre, focada nos próprios interesses escusos. Valdemar que vá dar conselhos a quem ainda acredita nele”, finaliza.

Durante a entrevista, o presidente do PL ainda sugeriu que a pré-candidata poderia se aproveitar das credenciais de seu namorado, o prefeito do Recife, João Campos (PSB), para tentar obter alguma vantagem.

“Ela vai dizer: ‘Mas o meu namorado, que é o prefeito de Recife, é o prefeito de capital mais bem avaliado do país’. Só que o prefeito de Recife é filho do Eduardo [Campos, ex-governador de Pernambuco]. E ele via o comportamento do pai, as coisas que o pai fazia, aprendeu muito só de assistir o Eduardo, que era um fenômeno, que era um grande político”, disse Valdemar.

A declaração foi questionada pelos apresentadores, que apontaram que a parlamentar é protagonista de sua trajetória política e foi bem votada para a Câmara dos Deputados, onde cumpre seu segundo mandato.

Tabata lançou sua pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo na semana passada, na casa onde cresceu, na Vila Missionária, zona sul da cidade.

O evento teve a participação em vídeo do vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) e um discurso em que a deputada federal falou na existência de “duas cidades” e de “muros invisíveis”.

Apoiada por Alckmin, ela tem como principais oponentes Guilherme Boulos (PSOL), que conta com o suporte do presidente Lula (PT), e Ricardo Nunes, que deverá ter em seu palanque o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), reeditando o embate nacional de 2022.

O procurador-geral da República, Paulo Gonet, foi homenageado em um almoço realizado pelo grupo Esfera Brasil, em Brasília, nesta quarta (31). O evento reuniu empresários, magistrados, autoridades e parlamentares como o líder do PSD na Câmara, Antonio Brito (BA). O advogado-geral da União, Jorge Messias, e os ministros Márcio Macêdo (Secretaria-Geral da Presidência) e Ricardo Lewandowski (Justiça)
compareceram. O presidente do TCU, Bruno Dantas, a CEO do Esfera Brasil, Camila Camargo, o ministro do STF Gilmar Mendes e o presidente do conselho do Esfera, João Camargo, também se encontraram na reunião./Folha SP

(Foto: reprodução)

Compartilhar Notícia