/Triste com vaias, Neymar admite que queria deixar PSG: “A partir de agora será como jogar todo jogo fora de casa”

Triste com vaias, Neymar admite que queria deixar PSG: “A partir de agora será como jogar todo jogo fora de casa”

Pode se dizer que Neymar foi do inferno ao céu (e não do céu ao inferno como se costuma falar) na vitória do PSG sobre o Strasbourg neste sábado (14/09). Autor do gol que garantiu o triunfo por 1 a 0, o brasileiro saiu aplaudido de campo. Mas, antes, foi vaiado, xingado e até viu faixas ofensivas contra a si e seu pai.

– Já joguei em vários estádios sendo vaiado. É triste, mas sei que a partir de agora será como jogar todo jogo fora de casa – disse Neymar, para, em seguida, falar sobre a frustrada novela com o Barcelona que gerou toda a revolta em boa parte da torcida do PSG.

– Deixo claro que não tenho nada contra os torcedores, nem nada contra a entidade Paris Saint-Germain, mas todo mundo sabe que eu queria sair sim, e deixei claro isso. Mas não vou entrar em detalhes do que aconteceu nas negociações. As pessoas presentes aqui sabem o que aconteceu e isso é uma página virada. Hoje sou jogador do PSG e prometo dar tudo em campo, cumprir o meu papel e ser feliz dentro de campo. Não preciso que gritem meu nome e nem que estejam ali por mim. E sim pelo PSG – salientou Neymar

Neymar também fez questão de deixar claro que queria, sim, ir para o Barcelona. Mas fez questão de dizer que nunca foi um problema com o PSG.

– Teve alguns motivos, principalmente pessoais (para deixar o PSG). Deixo bem claro que não foi nada contra o PSG e nem torcedores. Mas quando você não se sente bem em um trabalho, você procura outro. Não pelas pessoas que têm nele, e que você está servindo, e sim por motivos pessoais. Tive os meus, e quis sair. Deixei bem claro para todo mundo e fiz o possível, mas infelizmente não deixaram. Mas isso é uma página virada. Primeira vez que estou falando sobre isso, e será a última. A partir de agora minha cabeça está toda voltada para o Paris – afirmou Neymar, revelando que a comemoração com a bola por dentro da camisa (simulando uma mulher grávida) é uma homenagem a Carol Dantas, mãe do seu filho Davi Lucca e que deu à luz neste sábado a Valentin./ ge

Comente com Facebook