Taylor Swift adia show no Rio neste sábado após morte de fã: ‘Segurança estará sempre em 1º lugar’

8 Min. de Leitura

Taylor Swift adiou o show que faria no Rio de Janeiro neste sábado (18/11), devido às “temperaturas extremas no Rio”. Seria o segundo show de sua turnê no Brasil. O anúncio foi feito pela cantora no Instagram às 17h30 deste sábado, cerca de duas horas antes do horário marcado para o início da apresentação. Parte do público já tinha entrado no local. O novo show será realizado na segunda-feira, 20.

Com um público de cerca de 60 mil pessoas sob calor intenso, o primeiro show da turnê “The Eras Tour” no Brasil ficou marcado por uma tragédia na sexta-feira, 17: a fã Ana Clara Benevides, de 23 anos, morreu no Estádio Nilton Santos, o Engenhão.

“Estou escrevendo isso do meu camarim no estádio. Tomamos a decisão de postergar o show de hoje devido às extremas temperaturas no Rio. A segurança e o bem-estar dos meus fãs, colegas de trabalho e equipe precisa e sempre estará em primeiro lugar”, Taylor escreveu no Instagram neste sábado.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse no Twitter que haverá uma nova data na segunda-feira, 20. A informação também foi divulgada no sistema de som do Engenhão, e recebida por vaias dos fãs.

“Eu acabei de receber um informe dos responsáveis pelo show da Taylor Swift. Tem dois fatores aí que levam para que o show seja adiado de hoje para segunda-feira. Primeiro a artista parece que não está bem devido aos ocorridos de ontem. De fato a temperatura do Rio de Janeiro está muito alta, muitos atendimentos médicos. Quero pedir para quem não chegou ao Engenhão ainda para obviamente dar meia volta, não sair de casa. Quem está no Engenhão segue com toda tranquilidade, a organização vai ver como esse ingresso vale para segunda-feira. Se não puder valer a gente vai dar um jeito de recompensar as pessoas. Com muita calma, tranquilidade, estamos acionando os órgãos aqui”, disse Paes.

A cantora também tem um terceiro show marcado no Rio, para o domingo, 19. Em São Paulo, os shows estão agendados para os dias 24, 25 e 26 de novembro.

O Estadão acompanhou, ao longo da manhã e da tarde deste sábado, as longas filas e a entrada dos fãs no Engenhão, mesmo com medo após a morte na sexta e sob calor intenso na cidade. Neste sábado o Rio registrou recorde de calor no ano, com temperatura de até 43,8ºC.

Os fãs tiveram a permissão de entrar com garrafas de água e muitos deles já estavam esperando no local. Os portões da pista premium foram abertos às 15h e dos outros setores, às 16h.

Morte de fã na sexta-feira

“Não acredito que estou escrevendo essas palavras, mas é com o coração em pedaços que eu digo que perdemos uma fã mais cedo antes do meu show”, escreveu Taylor na madrugada de sexta-feira ao saber da notícia após o show. A cantora disse estar devastada e não ter muitas informações sobre o caso. Destacou também que a garota “incrivelmente linda e muito jovem”.

A Tickets for Fun, responsável pela organização do show no Brasil, lamentou a morte e disse ter suporte à jovem. Segundo a nota da empresa, ela foi “prontamente atendida pela equipe de brigadistas e paramédicos, sendo encaminhada ao posto médico” do estádio. Em seguida, a jovem foi levada ao Hospital Salgado Filho, onde morreu depois de quase uma hora de atendimento.

A empresa foi alvo de críticas por problemas de organização e pela proibição de que os fãs levassem sua própria água ao estádio, mas ainda não se manifestou sobre essas queixas.

Por meio das redes sociais, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), lamentou a morte da jovem e disse que providências serão tomadas para os próximos shows da artista no Rio.

O Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) afirma que, conforme determinado em legislação, como os responsáveis pelo show da cantora Taylor Swift cumpriraram todas as exigências do CBMERJ relacionadas às condições de segurança contra incêndio e pânico, as ocorrências médicas ficaram a cargo da produção do evento. Por sua vez, a empresa organizadora, não divulgou números sobre atendimentos.

Segundo Estela Benevides, prima de Ana Clara, a jovem era natural de Sonora, em Mato Grosso do Sul, e saiu “para realizar um sonho da vida” no Rio. Estava muito “animada e feliz”. Era a primeira vez da estudante de Psicologia andando de avião.

Ana foi socorrida antes do início do show ao desmaiar na grade em frente ao palco, dentro do Engenhão. Chegou a ser encaminhada ao hospital, mas não resistiu. “Não sabemos ainda a exata causa da morte. Só que estava muito calor e ela estava há horas na fila”, disse a prima.

De acordo com Estela, os pais da jovem saíram de Pedro Gomes (MS) com destino ao Rio nesta madrugada de sábado, 18, para levá-la de volta à cidade. “Não da forma como queríamos”, “Nossa família está em choque. É inacreditável. (…) Ela deixou uma grande marca na vida das pessoas”.

Amigos de Ana, como o enfermeiro Thiago Fernandes, de 22 anos, deixaram sua despedida nas redes sociais. “É Ana, você foi notada pela sua ídola, infelizmente de uma forma triste. Mas você vai ser lembrada PRA SEMPRE”.

A Associação Acadêmica de Psicologia Atlética Valhalla da Universidade Federal de Rondonópolis, da qual Ana Clara fazia parte como diretora, também manifestou pesar pela morte da colega. “Partiu deixando um enorme vazio em nossos corações”, escreveu.

Taylor Swift afirmou em sua nota não estar apta a falar no momento porque se sente mal. “Eu quero dizer agora que eu sinto fundo essa perda em meu coração pela família e amigos dela”, disse e continuou: “Essa é a última coisa que eu desejava que acontecesse quando decidimos trazer essa turnê ao Brasil”.

Fã morre após desmaiar na grade antes do primeiro show da 'The Eras Tour' da Taylor Swift começar no Rio.
Fã morre após desmaiar na grade antes do primeiro show da ‘The Eras Tour’ da Taylor Swift começar no Rio. Foto: Reprodução/@taylowswift

Durante o show, em meio à euforia e gritos de “Taylor, eu te amo”, a cantora precisou parar a apresentação para pedir à sua produção que entregasse água para os fãs na plateia. Nas redes sociais, fãs relataram calor extremo, e proibição pela organização do evento de entrada de garrafas de água. Havia apenas a venda da bebida no local.

Em vídeos, a produção da cantora aparece entregando copos de água aos fãs que estavam na grade perto do palco após a solicitação da artista./AE

(Foto reprodução)

Compartilhar Notícia