/Senadora juíza Selma diz que Flávio Bolsonaro gritou com ela por assinatura em CPI do Judiciário

Senadora juíza Selma diz que Flávio Bolsonaro gritou com ela por assinatura em CPI do Judiciário

Em entrevista a Folha, a senadora Juíza Selma (PSL) que assinou o requerimento para criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar integrantes do Supremo Tribunal Federal, disse que foi procurada pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM) e pelo senador Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), para retirar sua assinatura e inviabilizar a CPI da Lava Toga. A senadora relata que teve que desligar o telefone porque se recusava a ouvir gritos.

Confira um trecho da entrevista.

O Flávio falou como colega da sra. ou como filho do presidente da República? Não dá para dissociar. Ele estava um pouco chateado. Alguém disse para ele que nós tínhamos assinado uma CPI que iria prejudicar ele e ele falou comigo meio chateado, num tom meio estranho. Eu me recuso a ouvir grito, então, desliguei o telefone.

Ele chegou a gritar com a sra.? A pessoa fala exaltada, né? E era uma coisa que não era verdade, portanto não dei atenção.

(Foto:André Coelho/Folhapress)

Comente com Facebook