/PSL está destituindo de cargos deputados que manifestaram intenção de deixar o partido

PSL está destituindo de cargos deputados que manifestaram intenção de deixar o partido

O PSL continua em pé de guerra depois das declarações do presidente Jair Bolsonaro em relação ao presidente do partido, Luciano Bivar. Deputados que manifestaram intenção de deixar a sigla ou que a atacaram publicamente o presidente estão sendo removidos de seus postos em comissões e na liderança da legenda. Alê Silva (MG) já foi destituída da Comissão de Finanças e Tributação. Nesta quinta (10/10), será a vez de Carlos Jordy (RJ), Luiz Philippe Orleans e Bragança (SP), Carla Zambelli (SP), Bibo Nunes (RS) e Filipe Barros (PR).

A direção do PSL discute ainda estimular recursos à comissão de ética contra os integrantes que fizeram ataques públicos à legenda. A ideia é pedir a suspensão das atividades partidárias desse grupo.

Do lado dos bolsonaristas, a ordem é seguir pressionando a cúpula do PSL a “agir com transparência”, como foi feito em um manifesto assinado por 20 deputados nesta quarta.

O presidente Jair Bolsonaro, não parece mais tão decidido a deixar a sigla, depois que percebeu que iria deixar todo o fundo partidário com Bivar, já existe bombeiros em campo tentando apagar o incêndio e contornar a situação constrangedora criada pelo próprio presidente.

Comente com Facebook