Promotor chama advogada de galinha no tribunal: “Faz striptease”; veja

2 Min. de Leitura

Durante audiência no Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o promotor Francisco Santiago chamou a advogada criminalista Sarah Quintetti Piron de “galinha garnizé” e disse que ela faria “striptease” na sessão. Após as declarações do representante do Ministério Público estadual (MP-MG), a advogada pegou o celular e registrou a sua indignação.

O episódio ocorreu durante sessão do Tribunal do Júri, em Belo Horizonte, no último dia 26/3. A coluna teve acesso à ata da audiência. “Momento em que o IRMP se volta a Dra. Sarah Quinetti e a chama de galinha garnize e faria stripitzer [sic]”, diz trecho do documento.

https://cdn.jwplayer.com/players/4QuJNb32-UoHZWlYw.html

Os advogados Rodrigo Badaró e Rogério Varela, integrantes do Conselho

Nacional do Ministério Público, protocolaram reclamação disciplinar contra o promotor Francisco Santiago.

“Como se vê, ao invés de utilizar suas prerrogativas funcionais e o tempo da acusação para convencer os jurados, o Promotor de Justiça optou voluntariamente por dirigir ofensas à advogada Sarah Quinetti Pironi, que se encontrava no pleno exercício de sua função de previsão constitucional”, diz trecho da representação enviada à corregedoria do CNMP.

“Em 13 anos de advocacia, nunca tinha passado por isso. Fui desrespeitada e humilhada”, diz Sarah Quinetti.

O julgamento em questão, que acabou adiado, envolve um caso de homicídio./Metrópoles

(Foto: reprodução)

Compartilhar Notícia