/Prefeitura é maior empregador em 56% das cidades pequenas que podem ter fusão

Prefeitura é maior empregador em 56% das cidades pequenas que podem ter fusão

O ministro, Paulo Guedes, Economia, apresentou no começo do mês um plano que prevê que municípios com menos de 5.000 habitantes e arrecadação própria menor que 10% da receita total terão que ser fundidos a cidades vizinhas até 2025. A proposta ainda depende de aprovação do Congresso e faz parte da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Pacto Federativo elaborada pela equipe econômica.

De acordo com a CNM (Confederação Nacional dos Municípios), 1.217 cidades seriam afetadas pelos critérios estabelecidos pelo governo.

Um levantamento de dados feito Folha mostra que  56% das cidades que podem ser extintas devido à proposta do governo federal de fusão de municípios, há mais pessoas empregadas no serviço público do que trabalhando com carteira assinada em empresas privadas.

De acordo com os dados levantados, nos mais de mil municípios que podem ser incorporados a outros, há pouco mais de 4 milhões de habitantes: 253 mil (6,2%) são servidores municipais e podem perder o emprego caso suas cidades sejam fundidas a outras. Na média, há um servidor para cada 16 habitantes nesses locais.​

Comente com Facebook