Por que Ciro tem intensificado as batidas em Camilo. Por Reginaldo Silva

3 Min. de Leitura

Por Reginaldo Silva- Professor, Radialista e Jornalista

Os ataques do ex-ministro Ciro Gomes ao atual ministro da Educação Camilo Santana têm se tornado cada vez mais frequentes. Eles não são gratuitos e tem endereço certo: a eleição para prefeito de Fortaleza no ano que vem.

Recentemente, Ciro chamou Camilo de maior “traidor da história”, ao comentar sobre autorização da abertura de novos cursos de medicina no Brasil.

Agora, foi a vez de comparar Camilo ao ditador Nicolás Maduro, para o ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes, Camilo quer tirar todo mundo de qualquer possibilidade de participar do jogo democrático.

Ciro já identificou em levantamentos internos que Camilo é uma espécie de “Bala de Prata” na eleição do ano que vem. Se usada no tempo certo e com a pessoa certa, será fatal para as pretensões de quem irá concorrer à prefeitura de Fortaleza. A ideia é tentar acabar com esse mito, antes que ele cause um estrago maior, a exemplo do que ocorreu em 2022.

Camilo ainda não respondeu a nenhum dos ataques de Ciro e provavelmente não vai responder a nenhum. Desde a eleição passada, o PT tem mantido uma estratégia de deixar Ciro falando sozinho.

Por outro lado, o senador cearense e ministro da Educação, tem um abacaxi maior do que Ciro para se preocupar, o resultado do Pisa. Os dados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes são alarmantes e mostram que o desempenho dos estudantes brasileiros não avançou após a pandemia nas três áreas do conhecimento avaliadas em 2022.

O objetivo de Ciro, é a reeleição de José Sarto. Ele não será candidato a nada no próximo ano, portanto, pode bater e apanhar, que não terão resultados práticos nas urnas. Assim, manter o comando da capital nas mãos do pedetista é condição “sine qua non ” para manutenção do projeto político do PDT no Ceará e fortalecimento da legenda no país.

Camilo, por sua vez, segue o bom e velho estilo de ir deixando o tempo acomodar as coisas em seus devidos lugares. Se conseguir eleger o prefeito ou prefeita de Fortaleza, consolidará sua liderança, iniciando um novo ciclo político no estado do Ceará.

Entre uma polêmica e outra de Ciro Gomes, entre uma indefinição e outra no PT e as dúvidas que cercam as candidaturas da direita e o destino partidário do grupo de Cid Gomes, só nos resta aguardar os fatos.

Enquanto não chegam os trovões de janeiro, fiquemos com a paz do espírito natalino. Boas Festas ao mundo político.

Compartilhar Notícia