PF localiza e interroga suspeito de tentar invadir Palácio da Alvorada, residência oficial de Lula

2 Min. de Leitura

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar a tentativa de invasão do Palácio do Alvorada, residência oficial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O motorista de um carro furou o bloqueio feito pela Gabinete de Segurança Institucional (GSI) na área de acesso ao local, teve os pneus furados pelo dispositivo de bloqueio de veículos, mas conseguiu fugir. Os agentes do GSI chegaram a disparar tiros de advertência. O presidente Lula estava na residência oficial, mas não correu nenhum risco no episódio.

O motorista foi encontrado no fim da tarde pelos policiais em um condomínio próximo ao Alvorada e foi levado para prestar depoimento na Superintendência da PF no Distrito Federal. O carro foi apreendido e passará por perícia, assim como o local da ocorrência.

A investigação foi aberta por determinação do diretor-geral da corporação, Andrei Rodrigues. “A Polícia Federal aguarda comunicação formal do Gabinete de Segurança Institucional, responsável pelos bloqueios e abordagem, relatando detalhes do ocorrido para auxiliar nas investigações”, disse a corporação, em nota divulgada à imprensa.

O fato ocorreu no bloqueio que fica nas imediações do Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República. A passagem serve de acesso à área do Alvorada. Não é a primeira vez que um carro avança sobre um ponto de bloqueio do Alvorada. Há casos semelhantes registrados pelo menos em 2011, 2017 e 2020. Em todos eles, a estrutura conteve o invasor e a integridade física dos respectivos presidentes não foi ameaçada.

Em 2020, um homem com suspeitas de estar embriagado chegou a superar o espelho d’água que separa a área restrita do Alvorada do espaço acessível ao público. Ele foi detido no gramado central, a cerca de 300 metros da entrada principal do edifício./AE

(Foto: reprodução)

Compartilhar Notícia