/Pesquisa aponta que maioria aprova protestos contra cortes na Educação

Pesquisa aponta que maioria aprova protestos contra cortes na Educação

Levantamento feito por telefone pela Ideia Big data mostra que não 58% dos entrevistados concordaram com a mobilização feita contra os cortes de verbas na Educação. Já 48% foram contrários aos protestos. A mesma fatia de 58% discordou da afirmação de que “o contingenciamento na Educação pelo governo de Jair Bolsonaro segue critérios técnicos, e não ideológicos”.

A maioria de 61%, no entanto, não acredita que o contingenciamento coloque em xeque a universidade pública. Apenas  39% dos ouvidos concordam. Ou seja, a população é consciente da importância de cortar gastos, desde que seja anunciado claramente para população.Mesmo a Educação sendo prioridade no País, hoje o brasileiro está mais preocupado com a geração de emprego e renda devido a necessidade de sobrevivência da família brasileira.

O levantamento foi feito entre os dias 15 e 16 de maio com 1.500 pessoas. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Comente com Facebook