PDT fica com dez prefeitos e com potencial de crescer até às convenções

2 Min. de Leitura

Depois de perder o posto de maior partido do estado do Ceará, com a migração em massa de 40 prefeitos que deixaram a legenda do PDT para o PSB junto com o senador Cid Gomes, o partido ainda seguirá com 10 prefeitos e tem potencial de crescer até às convenções, algumas lideranças do estado que não encontrem brecha para candidaturas na base governista e não querem aderir a oposição mas ligada ao bolsonarismo, migrarão para o PDT, a exemplo do deputado estadual, Lucinildo Frota.

O deputado estadual Lucinildo Frota, anunciou oficialmente sua ida para o PDT nesta segunda-feira (5/2). Ao lado do ex-ministro Ciro Gomes, do prefeito José Sarto e do ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, ele destacou que o PDT reúne as melhores condições e estrutura para viabilizar sua pré-candidatura à prefeitura de Maracanaú.

O presidente da legenda, André Figueiredo destaca, que o partido segue com a missão de continuar crescendo, mas sempre com a premissa de não inchar, “a gente quer, acima de tudo, um PDT como sempre teve: história, bandeiras e compromisso com população cearense”, defende o dirigente partidário.

Confira a relação dos prefeitos do PDT:

  1. Antonio Filho, de Antonina do Norte
  2. Zico, Baixio
  3. Roberlandia Ferreira, Guaramiranga
  4. Deda Pereira, Farias Brito
  5. Renê Vasconcelos, Ubajara
  6. Cícero de Deus, Araripe
  7. Thiago Campelo, Aracoiaba
  8. José Sarto, Fortaleza
  9. Edezio Sitonio, Coreaú
  10. Antonio Martins, Cariré

Compartilhar Notícia