Parceria entre Estado e União assegura mais de R$ 74 milhões para o Ceará, IML para Ibiapaba e unidade prisional estão entre os investimentos

3 Min. de Leitura

O ministro da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Flávio Dino e governador Elmano de Freitas (PT), anunciaram, nesta quinta-feira (16/11), a liberação de R$ 74,5 milhões em investimentos e ações para segurança do estado do Ceará.

Os recursos são oriundos do Programa Escola Segura, do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) e contam com a entrega de equipamentos e materiais, além da construção de um Instituto Médico Legal (IML) e uma unidade prisional de progressão.

As ações preveem reforço de efetivos das forças de segurança e modernização de ferramentas tecnológicas, além de programas para valorização e capacitação de agentes que atuam na área, com a implementação do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci 2) e o Programa Escola Segura.

“Hoje, estamos concretizando mais de R$ 70 milhões de investimentos na segurança pública do Ceará. Já tínhamos em execução em parceria com o estado mais ou menos R$ 80 milhões e estamos acrescentando esses novos recursos. Os novos recursos estão distribuídos no Programa Escola Segura e temos viaturas e equipamentos da Secretaria Nacional de Políticas Penais. Além de duas obras, o Instituto Médico Legal e a unidade prisional, no valor de R$ 15 milhões, para 400 vagas”, explicou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino.

De acordo com o ministro, ainda há outra ação em execução. “Trata-se do repasse de 44 mil diárias para a polícia do Ceará, no âmbito da operação para a redução de homicídios. É uma ação importante em parceria com a polícia estadual, sempre garantindo a determinação do presidente Lula de que a lei chegue a todos os brasileiros”, afirmou Flávio Dino, na abertura da solenidade.

Em relação à atuação de milícias e facções no Ceará, o ministro Flávio Dino afirmou que, infelizmente, nos últimos anos, as facções criminosas se profissionalizaram no país. “Precisamos intensificar parcerias e executar os conceitos do Sistema Único de Segurança Pública (Susp). Estamos integrando os trabalhos da Polícia para combater a criminalidade. Todos os dias os resultados aparecem. Nesse sentido, o Ceará está fazendo a sua tarefa. A integração entre as forças de segurança é fundamental”, salientou o ministro da Justiça e Segurança Pública.

O governador Elmano de Freitas completou, ressaltando que boa parte da violência no Ceará e em todo o país é motivada pela disputa do território para o tráfico de drogas. “Buscamos reforçar a Polícia Civil e integrar as forças de segurança. O resultado anual no Ceará é de redução de homicídios, furtos e roubos. Somos gratos ao Ministério da Justiça e Segurança Pública pelo que a instituição tem feito pelo Ceará e pelo Brasil. Uma parceria com todos os estados brasileiros, independentemente de partido ou linha política”, disse o governador do Ceará.

Compartilhar Notícia