/Operação em 936 apartamentos de condomínio conhecido como Carandiru prende chefes de facção no Ceará

Operação em 936 apartamentos de condomínio conhecido como Carandiru prende chefes de facção no Ceará

Um agente penitenciário e chefes de uma facção criminosa foram presos durante uma operação da Polícia em Horizonte, Região Metropolitana de Fortaleza. Ao todo, foram capturadas 12 pessoas, sendo oito por envolvimento com facção e quatro por crimes ambientais, em um condomínio conhecido como Carandiru. No prédio, bandidos faziam “julgamentos” em um “tribunal do crime”.

Segundo a Polícia Civil, as investigações e prisões começaram no dia 29 de janeiro, durante os ataques criminosos no estado, e encerram nesta quinta-feira (7).

O agente foi detido dentro do Condomínio José Lino da Silveira, no bairro Planalto Horizonte. O delegado Ed Carlos Sousa Lima, responsável pelo caso, informou que o agente foi preso com uma arma de uso restrito, celulares, chips e entorpecentes. O agente foi transferido para a Delegacia de Assuntos Internos.

Segundo o delegado, o condomínio onde foram feitas as prisões é conhecido como Carandiru e os chefes da facção criminosa realizavam julgamentos dos participantes, que resultavam em torturas e mortes.

A Delegacia de Horizonte conseguiu um mandado coletivo de busca e apreensão para os 936 apartamentos do condomínio. A polícia civil recebeu a informação de que os criminosos estavam se preparando para iniciar um ataque no Fórum da cidade.

Cerca de 300 policiais participaram das ações e os trabalhos foram planejados e executados pela Coordenadoria de Polícia (Copol) da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE), além da Diretoria Técnica Operacional (DTO).

Agentes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, Perícia Forense do Estado (Pefoce) e a Força Nacional, com 30 viaturas e um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer)./G1

Comente com Facebook