/Nova Russas: “mais ação, menos feijão com arroz”. Por Reginaldo Silva

Nova Russas: “mais ação, menos feijão com arroz”. Por Reginaldo Silva

O presidente da República Jair Bolsonaro popularizou algumas frases de efeito em sua campanha, uma delas fazia referência a distinção entre política e a politicagem. A Política é a arte de governar para o bem comum. A politicagem é uma espécie de prática política que atende somente aos interesses pessoais ou de um pequeno grupo. A crítica tinha endereço certo, os conchavos políticos que eram feitos em Brasilia, não traduziam benefícios ao povo brasileiro. O final da história é do conhecimento de todos, ele foi bater na presidência da República.

Parafraseando o presidente, o município de Nova Russas também precisa de ” mais ação e menos feijão com arroz”. O que se tem assistido na política local nos últimos dois anos foi um governo preocupado excessivamente com conchavos políticos que não traduzem a melhoria da qualidade de vida da população. Uma verdadeira política do “feijão com arroz”. A mesmice tira os sonhos da população de viver melhor.

A cidade está há dez anos sem concurso público e o governo municipal realiza um processo seletivo em que as entrevistas valem mais que os títulos e experiências profissionais adquiridas ao longo da vida. O caso de Nova Russas é muito parecido com o de Brejo Santo, a diferença é que o Ministério Público daquele município resolveu tomar as providências cabíveis, após detectar as irregularidades no Edital de convocação.

O prefeito Rafael Pedrosa publicou em sua rede social que estava autorizando o pagamento de R$ 276 mil reais para os servidores referentes ao ano de 2012, como se fosse um benefício que estava concedendo a categoria, quando a realidade é outra. Os servidores ganharam o direito na Justiça que determinou de imediato o pagamento, o mesmo ocorreu em relação ao dezembro de 2008, que também já deveria ter sido efetuado. Portanto, não tem como se tirar proveito dessa situação que há anos maltrata a classe de servidores.

Mais do que nunca Nova Russas precisa sair dessa política do “feijão com arroz”, a exemplo da política do Café com Leite que predominou no Brasil no período da República Velha, em que se revesavam no poder central apenas mineiros e paulistas, excluindo-se os demais estados da federação de escolherem o mandatário da nação. Uma política excludente que impediu o desenvolvimento de determinadas regiões do Brasil.

A política do “feijão com arroz” que predomina em Nova Russas, também privilegia poucos e exclui a grande maioria da população como ocorreu no Brasil da Velha República. O povo brasileiro no período Democrático entendeu a mensagem de Bolsonaro, que o País precisava de “Mais Brasil e menos Brasília”. Nova Russas merece mais e precisa construir um novo modelo que garanta as gerações futuras uma vida mais feliz.

Não se sabe ainda, se o povo de Nova Russas seguirá o mesmo sentimento de mudança que tomou conta da nação. Mais uma coisa é certa: precisa-se de” mais ação e menos feijão com arroz” na política local.

 

Comente com Facebook