/Nova Russas: as posses e o racha no PT do município

Nova Russas: as posses e o racha no PT do município

O dia 1° de fevereiro foi muito simbólico para Nova Russas. Junior Mano tomou posse em Brasília como primeiro filho do município eleito como deputado federal. Na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, também tomaram posse o deputado estadual mais votado no município, Jeová Mota e o  deputado Bruno Pedrosa. No mesmo dia, o prefeito de Nova Russas, Rafael Pedrosa deu posse aos “novos” secretários municipais.

Nova Russas está bem representada politicamente, mas, o município precisa estar aberto ao diálogo e adimplente para receber benefícios dos seus representantes. Nos dois primeiros anos, o prefeito Rafael Pedrosa ignorou algumas emendas do deputado estadual Jeová Mota e realizou as obras com recursos próprios. As comunidades receberam os benefícios, mas o município perdeu financeiramente. Os recursos das emendas poderiam servir para execução das obras destinadas e os recursos próprios poderiam ser aplicados em outras áreas prioritárias do município. Esse avanço nas representações políticas, não significarão muita coisa, se a atual gestão manter a mesma mesquinharia do pensamento político.

No município, o prefeito Rafael Pedrosa, tentando dá uma levantada no governo que não anda muito bem das pernas, anunciou os “novos” secretários. O anuncio de “novos” secretários soa como um acinte a inteligência do povo nova-russense. Todos já fazem parte da gestão desde a eleição para prefeito. A nova secretária de Meio Ambiente, Rejane Tavares, já foi candidata na coligação do prefeito. O novo secretário de Agricultura, Sérgio Brito, foi candidato a vereador na coligação do prefeito. O novo chefe de gabinete, Valcélio do Paredão, já foi secretário de Cultura, nos dois primeiros anos da atual gestão. E por fim, o novo secretário de Planejamento, Otávio Aragão, estava assumindo o setor de Tributos do município. Portanto, não existe nada de novo que possa renovar as esperanças do povo nos dois anos que ainda restam do prefeito Rafael Pedrosa.

A atual gestão também provocou um racha no Partido dos Trabalhadores de Nova Russas. O PT divulgou uma “Resolução do Diretório” na qual diz que se alegra com a possibilidade do suplente Jorge Mesquita assumir como vereador, compreende que Sérgio Brito foi uma escolha pessoal do prefeito e que as decisões do PT, sobre as eleições de 2020 serão vistas em outro momento.

Na Resolução do Partido dos Trabalhadores, não diz se a sigla vai apoiar integralmente o governo em todas as suas decisões, se o partido passa a integrar o bloco de situação e por fim, a nota do Diretório só traz a assinatura do presidente da instituição, que é um dos beneficiados no processo de “adesão” ao governo Rafael Pedrosa, não constando a assinatura dos demais membros do diretório. Em outras palavras, a ” Resolução”  do PT,  ao ser dissecada e traduzida no bom português,  diz apenas que o partido está indo passar uma chuva no governo, sem nenhum  compromisso político para 2020, até que as coisas tomem outro rumo.

Se a vida do prefeito Rafael Pedrosa não foi fácil nos dois primeiros anos com todos os aliados querendo arrumar um lugar ao sol, imagine agora com muitos deles querendo apenas passar uma chuva. Pra frente é que as malas batem!

 

 

 

Comente com Facebook