Nova Russas: agora é oficial, vice rompe, leva seis vereadores e três secretários

4 Min. de Leitura

A eleição da Nova Mesa Diretora da Câmara Municipal, ocorrida na tarde deste domingo, (10/12), acabou antes do tempo previsto devido a uma discussão protagonizada pelos vereadores Luis Denilson e Pedro Lira. Os ânimos se acirraram a tal ponto que a presidente da Casa deu por encerrada a sessão.

O vice prefeito Junior Mano já vinha anunciando na mídia que aguardaria o desfecho da Eleição da Câmara para confirmar a falta de cumprimento de compromissos políticos firmados entre ele, o prefeito Rafael Pedrosa e seu pai Washinton Pedrosa, que é Secretário de Finanças do município e principal articulador político do prefeito.

Junior Mano que foi um dos maiores responsáveis pela eleição do atual prefeito, deixa a administração municipal, levando o apoio de seis vereadores,  três Secretários municipais e um grande apoio popular que clama por uma oposição que ajude o município a sair desse estado de paralisação.

Com esse rompimento oficializado após a eleição da Nova Mesa Diretora da Casa, o prefeito Rafael Pedrosa sofre a maior baixa de um governo já registrada na história política de Nova Russas.

O prefeito iniciou o seu governo em janeiro com uma boa popularidade, com o apoio de 12 vereadores, fez a mãe como presidente da Câmara Municipal por unanimidade, emplacou o pai Washignton Pedrosa como Secretário de Finanças e antes de terminar seu primeiro ano de governo, conseguiu a proeza de perder o vice-prefeito, seis vereadores e três secretários municipais que também deixaram a administração para acompanhar o vice Junior Mano.

A situação política do prefeito ficou tão crítica na Câmara Municipal que ele se viu obrigado a apoiar a candidatura de um vereador que foi seu maior crítico no seis primeiros meses de governo.

Junior Mano disse ao Ceará Noticias que imaginava que o prefeito Rafael Pedrosa por ser um médico,  tivesse liderança, autonomia, sensibilidade e poder de decisão. Segundo ele, o que se viu ao longo dos primeiros meses de governo, foi um prefeito sem nenhum poder de resolução, totalmente mandado e manipulado pelas velhas práticas políticas de seu pai  Washington Pedrosa.

O vice prefeito de Nova Russas disse se sentir vítima juntamente com toda população de um “estelionato eleitoral”. “Votamos em uma pessoa e outra que manda, ninguém em sã consciência aceita essa situação.” Junior reafirma seu compromisso de continuar trabalhando população e confirma seu posicionamento de oposição. “Assumi um compromisso com a população para apresentar um novo modelo administrativo que oferecesse confiança e credibilidade com todos os segmentos da sociedade e não um modelo que fortalecesse a velha política que beneficia poucos bajuladores, enquanto a população carece de serviços essenciais. Preciso deixar claro para população que não faço parte desse modelo político desenvolvido pelo pai do prefeito, por essas e muitas outras razões estou assumindo uma bandeira de oposição. Não uma oposição mesquinha e raivosa, mas uma oposição que vai trabalhar para trazer benefícios para nossa cidade. Mas também, não vamos compactuar com o mal feito, finaliza Junior Mano.

(Reginaldo Silva, Ceara Noticias)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar Notícia