Na contramão da crise, São Gonçalo do Amarante amplia repasse e cobertura de programas sociais

2 Min. de Leitura

Conhecido por ser destaque na economia do Ceará e da Região Metropolitana de Fortaleza, o município de São Gonçalo do Amarante tem se mostrado atuante também no combate às desigualdades. Prova disso são os programas Comida na Mesa e Gás no Fogão, que ampliaram os valores repassados e a cobertura.

Em janeiro de 2021, o Comida na Mesa, programa de distribuição de renda destinado a auxiliar pessoas em situação de vulnerabilidade, registrava 987 beneficiários que recebiam R$ 112 por mês para arcar com os custos da alimentação. No mesmo período, o programa Gás no Fogão repassava R$ 85 a 881 beneficiários.

Nenhuma descrição disponível.

“Temos vivido um momento crítico para a economia a nível nacional desde o início da pandemia. Muitas pessoas perderam empregos e outras fontes de renda, portanto, é dever nosso enquanto poder público garantir a essas famílias o acesso àquilo que é básico para viver com dignidade: alimentação e subsistência. A prefeitura de São Gonçalo segue atenta aos principais problemas da nossa gente e trabalha para oferecer respostas satisfatórias a essas problemáticas”, destaca o prefeito Marcelo Teles.

Com o aumento do valor do gás de cozinha e dos itens da cesta básica, o município reajustou os valores e hoje repassa R$ 200 para a alimentação e R$ 100 para o custeio do gás, registrando um aumento de 78,5 % e 17,6%, respectivamente. Para fortalecer o comércio local, o crédito repassado nos cartões só pode ser utilizado em estabelecimentos credenciados dentro do município. Em março deste ano, o Comida na Mesa ampliou também o número de beneficiários, passando a atender 1.933 pessoas, um acréscimo de 102%.

Nenhuma descrição disponível.

 

Compartilhar Notícia