Mulher morre em voo e corpo fica cerca de 10 horas no assento

2 Min. de Leitura

Uma passageira, que não teve a idade divulgada, morreu em um voo que saiu de Fort Lauderdale, cidade no estado da Flórida, nos Estados Unidos, rumo ao Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na manhã desta terça-feira (7/11). De acordo com testemunhas, a mulher estava na classe executiva e morreu na primeira hora de voo.

A Azul, companhia área que realizava o trajeto, disse, em nota, que a mulher passou mal a bordo do voo AD8733 (Fort Lauderdale – Belo Horizonte) e, “infelizmente, não resistiu e veio a óbito durante o voo, constatado por um médico a bordo”.

A empresa aérea ainda lamentou o ocorrido e ressaltou que está prestando toda a assistência necessária aos familiares. A companhia não informou de onde era a passageira nem a idade.

O voo AD8733 saiu de Fort Lauderdale por volta das 21h dessa segunda-feira (6/11) e pousou em Confins (BH), perto das 7h desta terça-feira (7/11). O corpo ficou no assento do avião por cerca de 10 horas.

Morte no voo teve causas naturais

Quando a aeronave tocou o solo, policiais entraram no avião e impediram o desembarque por cerca de 40 minutos, até a realização da perícia. Segundo a Polícia Federal (PF), os médicos do aeroporto confirmaram que o óbito seria por causas naturais.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) se manifestou por meio de nota e informou que “assim que tomou conhecimento dos fatos, requisitou a presença do rabecão no aeroporto de Confins para fazer a remoção do corpo para o Instituto Médico-Legal”. A instituição apura a causa e as circunstâncias da morte./Metrópoles

(Foto reprodução)

Compartilhar Notícia