Mudança no comando da PF, aumenta desgaste de Moro no governo

1 Min. de Leitura

A saída do diretor geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, é dada como certa, diante das últimas declarações do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Valeixo, da sinais de que não vai pedir demissão e aguardar a definição sobre sua exoneração.

Moro vive um processo de desgaste por parte do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Justiça, caso seja confirmada a saída de Valeixo, deve enfrentar ainda uma nova batalha, para tentar emplacar o substituto de Valeixo no principal no cargo de comando da Polícia Federal.

A indicação do diretor geral da Polícia Federal é de competência do presidente da República, mas o ministro da Justiça sempre vinha indicando, ao que parece, Bolsonaro não anda muito disposto a abrir mão dessa prerrogativa, pelo menos é o que tem demonstrado até aqui, o que implicaria em mais uma derrota humilhante para Moro no governo.

Compartilhar Notícia