MPCE realiza operação de busca e apreensão contra prefeito, controlador-geral e empresários de Milhã suspeitos de corrupção

1 Min. de Leitura

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), com apoio da Polícia Civil, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (25/1), a operação “Facciata”, cumprindo dez mandados de busca e apreensão contra o prefeito de Milhã, o controlador-geral do município e empresários locais, nas cidades de Fortaleza, Milhã e Iguatu.

A investigação da Procap apontou irregularidades em contratos firmados pela Prefeitura de Milhã e empresas de locação de veículos, limpeza pública e fornecimento de combustíveis. Por isso, também foi determinada a suspensão dos contratos da Prefeitura de Milhã com as empresas envolvidas pelos próximos seis meses. A Justiça autorizou ainda a quebra dos sigilos bancário e fiscal dos envolvidos para aprofundar as investigações.

Os suspeitos podem responder pelos possíveis crimes de corrupção, fraude em licitações, falsidade ideológica, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Nome da operação

O termo “Facciata”, que dá nome à operação, refere-se à palavra de origem italiana que se refere a “fachada”, uma vez que uma das empresas envolvidas na coleta de lixo e locação de veículos valia-se de laranjas para prestar os serviços.

Compartilhar Notícia