Moraes pede que Procuradoria Eleitoral se manifeste sobre ataque à jornalista Vera Magalhães

1 Min. de Leitura

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, determinou na noite desta quarta-feira (14/9) que o Ministério Público Eleitoral se manifeste sobre o ataque do deputado estadual Douglas Garcia (Republicanos-SP) à jornalista Vera Magalhães.

Moraes ressalta, diante da “gravidade do ocorrido”, que encaminhou a análise do caso ao vice-procurador-geral Eleitoral, Paulo Gonet, para que ele possa levá-lo ao Procurador Regional Eleitoral de São Paulo, “com o objetivo de ser analisada eventuais providências que entender necessárias”.

A decisão de Moraes foi tomada “de ofício”. Ou seja, por iniciativa própria, sem que o TSE tenha sido provocado a se posicionar sobre o episódio.

“Considerada a gravidade do ocorrido, determino o encaminhamento do referido link da matéria ao Excelentíssimo Senhor Vice-Procurador-Geral Eleitoral [Paulo Gonet] para que possa dar o devido encaminhamento ao Procurador Regional Eleitoral de São Paulo, com o objetivo de ser analisada eventuais providências que entender necessárias”, escreveu Moraes.

O presidente do TSE anexou na decisão um link de reportagem jornalística que relata a agressão. Vera Magalhães foi hostilizada e agredida verbalmente pelo deputado bolsonarista na noite desta terça-feira (13/9).

Compartilhar Notícia