/MEC recua de corte por “balburdias” e propõe corte para todas universidades federais

MEC recua de corte por “balburdias” e propõe corte para todas universidades federais

O Ministério da Educação (MEC)  recuou da decisão de penalizar com bloqueio de recursos especificamente universidades que promovessem “balburdias” em seus câmpus depois da declaração do ministro da Educação Abraham Weintraub. O caso ganhou grande repercussão no meio educacional e agora o mesmo contingenciamento planejado para elas será estendido a todas as universidades federais. Mas incidirá sobre a verba prevista para o segundo semestre do ano.

Depois de mais uma declaração desastrosa por parte de um ministro da Educação, o MEC informou por meio de Nota que “o critério utilizado para o bloqueio de dotação orçamentária foi operacional, técnico e isonômico para todas as universidades e institutos” em decorrência do contingenciamento de recursos decretados pelo governo, que definiu bloqueio de R$ 5,8 bilhões do orçamento da pasta.

 

Comente com Facebook