Maia: Temer precisa repor a base com mais 80 deputados para garantir aprovação da Reforma Previdência

1 Min. de Leitura
RJ 29/12/2017 POLÍTICA / RODRIGO MAIA / PEZÃO - O governador Luiz Fernando Pezão, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o ministro da Educação, Mendonça Filho e o secretário de Educação, Wagner Victer, assinam a liberação de R$ 27 milhões para 775 escolas públicas. Serão beneficiadas 435 unidades da rede estadual, em 28 municípios, e 340 da rede da Prefeitura do Rio. NA FOTO RODRIGO MAIA FOTO FABIO MOTTA / ESTADÃO

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, (DEM-RJ) afirmou neste domingo, 14, que é “viável” a aprovação da reforma da Previdência em fevereiro por parlamentares daquela instituição.

Maia destacou que muitos governadores estão ficando em situação cada vez mais difícil.  “A capacidade de investimento dos Estados é muito pequena. A cada três meses aparece algum pleito de governo de Estado tentando aprovar alguma lei para aprovar um fluxo de caixa de curto prazo”, ressaltou. “O que eu tenho dito a eles é que não adianta mais a gente encontrar soluções de curto prazo se nós não reestruturarmos as contas públicas brasileiras.”

Rodrigo Maia ressalta que o presidente Michel Temer (PMDB), necessita recompor uma base sólida de no mínimo 320 ou 330 deputados. Neste caso se faz necessário trazer 80 deputados para recompor a base, portanto, não é uma tarefa fácil. A Reforma é muito importante, mas, o governo depois da votação da primeira denúncia foi afastar quem não votou a favor do presidente e isso acabou afastando muitos deputados. Essa base precisa ser reposta ou não teremos êxito na votação da Reforma da Previdência.

Compartilhar Notícia