/Maia recua em relação a indicação para Ministério das Cidades

Maia recua em relação a indicação para Ministério das Cidades

A principal jogada do governo para melhorar sua articulação no Congresso teve seu primeiro entrave. O impasse em torno da medida provisória que reorganizou a Esplanada reativou conflitos internos e acabou atingindo a indicação de Alexandre Baldy para o Ministério das Cidades –pasta que será recriada. Ao saber que aliados e a família Bolsonaro questionavam o nome, Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara e padrinho de Baldy, decidiu travar as conversas e rever o cenário.

O relacionamento PSL-planalto e centrão parece não encontrar a liga necessária para o bom andamento das negociações. O planalto jogou ao recriar novos ministérios e deixar a cargo do centrão a indicação de um nome para o ministério das cidades, por outro lado, Maia recebeu uma romaria de aliados contrários a um alinhamento com o governo.

A garantia é você. Esse grupo dizia que, indicando um ministro, Maia, visto como contrapeso a excessos do governo e do PSL, perderia força para exercer tal papel.

Comente com Facebook