/Madson admite não estar 100% e diz que admiração por Ceni pesou em escolha pelo Fortaleza

Madson admite não estar 100% e diz que admiração por Ceni pesou em escolha pelo Fortaleza

O meia Madson foi apresentado nesta quinta-feira (10/01) pelo Fortaleza. Ele é uma das opções do técnico Rogério Ceni para 2019. Em entrevista à Rádio Verdes Mares, o jogador confessou o que foi fundamental para que ele aceitasse a proposta do clube. Madson estava atuando pelo Al-Khor do Quatar. Na temporada 2017/18, atuou em 19 jogos, marcando 10 gols pelo clube estrangeiro.

A admiração pelo Rogério como jogador e agora estou tendo a experiência de trabalhar com ele, e tem essa coisa positiva. E o desafio de trabalhar no futebol brasileiro. Eu necessitava disso, jogar com o estádio lotado. Jogar pelo Fortaleza foi uma escolha, foi o único clube aqui com uma proposta concreta. O presidente Marcelo Paz e o Rogério entraram em contato com o meu empresário e comigo. Perguntaram: ‘Quer’? Eu falei: ‘Agora’. Esperei passar o Natal e dei o ‘sim’ para o Fortaleza – afirmou.

Madson, além do Al-Khor, teve passagens pelo Volta Redonda, Vasco, Duque de Caxias, América-RN, Santos e Athletico. O tempo de contrato do jogador é de um ano, com vínculo direto com o clube cearense. No entanto, para a estreia no dia 15 nos Aflitos contra o Náutico, pela Copa do Nordeste, ele não está pronto.

– Não estou 100% ainda, porque fiquei muito tempo longe do futebol brasileiro. A identidade é diferente, aqui é mais puxado. Acredito que em duas semanas estarei disponível para o professor Rogério. Os dois (me preocupam, condição física e ritmo de jogo). Mas a condição física você consegue jogar. Se eu chegar ao 100%, eu jogo. Ritmo de jogo a gente pega rapidinho – encerra./ge

Comente com Facebook