Macedo e Domingos Neto estão entre os mais gastadores da Câmara Federal

3 Min. de Leitura
Brasília(DF), 24/08/2015 - Brasília - Congresso Nacional. Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

As informações são do portal Ranking dos Políticos, que divulgou um levantamento sobre despesas de senadores e deputados relacionadas à Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap). Por meio de uma ferramenta do site, é possível saber quem mais gastou dinheiro com passagens aéreas, alimentação, telefonia e divulgação de atividades parlamentares, entre outros itens, desde o começo do atual mandato, em janeiro de 2015, até 5 de dezembro de 2017.

O Ceará não consta nas primeiras colocações em relação ao Senado. Contudo, ocupa a segunda e a terceira colocação em relação a Câmara Federal. O primeiro lugar do ranking ficou com o Deputado Francisco Chapadinha (Pode-PA). Ele usou R$ 2.080.728,66.

Em segundo lugar vem o Deputado Federal Macedo (PP-CE) com R$ 1.710.661,02. Em terceiro lugar vem o Deputado Federal Domingos Neto (PSD-CE) com R$ 1.648.352,93. 

Foto do Deputado MACEDOResultado de imagem para imagem macedo e domingos neto

A Ceap é a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar que deputados e senadores recebem mensalmente. O dinheiro pode ser usado para despesas com passagens aéreas, telefonia, serviços postais, manutenção de escritórios, assinatura de publicações, fornecimento de alimentação ao mandatário, hospedagem e divulgação da atividade parlamentar, entre outros itens.

Cada um deles ganha até R$ 45.612,53, e o valor varia de acordo com o estado representado. O que mais recebe é Roraima – pois tem bilhetes aéreos caros –, e o menos beneficiado é o Distrito Federal – por dispensar a necessidade de hospedagem e deslocamentos.

Para consultar os gastos de deputados, acesse a área de Transparência do Portal – Cota para Exercício da Atividade Parlamentar. Eles têm até 90 dias, após o fornecimento do produto ou a prestação do serviço, para apresentar a documentação comprobatória da despesa: o reembolso só ocorre mediante comprovação do dispêndio.

(Com informações Metrópoles)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Entre os deputados federais, Francisco Chapadinha (Pode-PA) foi o campeão (confira o ranking abaixo). Ele usou R$ 2.080.728,66. A metade, mais de R$ 1 milhão, foi investida na propaganda da atividade parlamentar. Por lei, sob essa rubrica, os políticos podem imprimir material e comprar espaço em rádios, por exemplo, para falar sobre seu trabalho.

Compartilhar Notícia