/Leão venceu por 3 a 1 e tem chance de seguir em crescente na competição

Leão venceu por 3 a 1 e tem chance de seguir em crescente na competição

Rogério Ceni encontrou uma maneira certeira de driblar a maratona de jogos e o elenco enxuto. O técnico destacou a fórmula do Fortaleza para brigar pela permanência na Série A do Campeonato Brasileiro: organização tática, jogo coletivo e garra do elenco.

É bem claro que o Fortaleza não tem nomes de impacto no time. Não tem um Arrascaeta, um Gabigol ou um Dudu. Mas tem um conjunto de jogadores com brilho no olho e sede de vitória. Foi assim que foi campeão da Série B, no ano passado. É assim que age na Série A.

O que se viu em campo diante do Avaí foi organização, lampejos de criatividade e paciência. Elementos que estão sendo maturados há muito tempo no elenco tricolor. A escalação teve algumas alterações, com as entradas de Bruno Melo, Araruna, Nenê Bonilha. No ataque, a volta de Edinho.

O time foi superior durante todo o período, trocava passes na defesa sem ser pressionado e saía com facilidade para chegar com o ataque. Não demorou para aproveitar um oportunidade e em um momento de grande inspiração e talento de Paulão, abrir o placar.

Após o gol, o time diminuiu o volume de jogo e foi alcançado no início da primeira etapa. Mas o gol do Avaí não intimidou ou bagunçou o sistema de Ceni. O ataque precisou de apenas dois minutos para descontar. E tudo voltou ao normal, com domínio do Fortaleza. O grande ponto negativo do elenco foi a atuação de Kieza, que pouco beneficiou o grupo.

O restante do elenco segue bem. Como Ceni disse, está em crescimento coletivo. Para o duelo contra o Atlético-MG, o Fortaleza não poderá contar com Edinho (por questões contratuais) e Osvaldo (lesionado). Mas as ausências não preocupam tanto, já que os jogadores considerados reservas já provaram seu valor e corresponderam bem. Sem perder há três jogos, o Fortaleza tem chances reais de seguir crescendo na competição./ ge

Comente com Facebook