Jeová Mota participa de ato de filiação do senador Cid Gomes ao PSB com presença de Geraldo Alckmin

1 Min. de Leitura

O deputado estadual Jeová Mota (PDT) é um dos parlamenteares que aguarda a decisão da Justiça para se desfilar do PDT, devido a uma série de episódios que marcaram a eleição de 2022, onde ele e um grupo de parlamentares alegam perseguição da legenda e devem ingressar no PSB após decisão da justiça ou na janela partidária, por conta do estreitamento das relações do partido com os parlamentares.

Jeová esteve no evento de filiação do senador Cid Gomes, prestigiando a presença do vice-presidente da República Geraldo Alckmin, do ministro da Educação, Camilo Santana e a secretária Executiva do MEC, a ex-governadora, Izolda Cela.

“Meu apoio e votos de sucesso aos novos integrantes do partido”, escreveu Jeová em suas redes sociais. Prefeitos da região dos Sertões de Crateús ligados ao parlamentar que não necessitam de janela para mudarem de partido, já se filiaram ao PSB, a exemplo dos prefeitos Marcelo Mota, de Tamboril, Iris Martins, de Hidrolândia e Ravena de Catunda. O prefeito Braguinha de Santa Quitéria, que briga para voltar ao mandato, também se filou a legenda, bem como o ex-prefeito e pré-candidato em Ipueiras, Nenem do Cazuza.

Compartilhar Notícia