Ex-jogador Marcelinho Carioca é libertado após sequestro

4 Min. de Leitura

https://twitter.com/futebol_info/status/1736795996007317828

O ex-jogador de futebol de Marcelinho Carioca foi liberado nesta segunda (18/12) do cativeiro onde foi mantido sequestrado desde domingo, após sair de evento na zona leste de São Paulo.

Segundo Alessandra Zanchetta, assessora de Marcelinho, o ex-atleta está seguindo para a delegacia e deve ser levado ao DHPP, na região central da capital.

O ex-atleta estava desaparecido depois de participar de um evento na Neo Química Arena, na zona leste de São Paulo. O carro dele foi encontrado abandonado na rua Jacareí, em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, na manhã desta segunda-feira (18).

Em um vídeo que circula por meio de aplicativos de mensagem, Marcelinho diz que estava em um show em Itaquera, na zona leste, curtindo um samba e que saiu com uma mulher casada. O ex-jogador aparece com o olho roxo na gravação.

O autor do sequestro seria marido da mulher. No vídeo, a versão é endossada pela mulher que supostamente saiu com Marcelinho. A assessoria do ex-atleta diz acreditar, porém, que a gravação foi feita sob coação.

Quatro pessoas foram presas por suspeita de envolvimento no sumiço do ex-jogador. Segundo a Polícia Civil, dois homens teriam recebido transferências bancárias que partiram da conta de Marcelinho Carioca.

Em nota, a SSP (Secretaria da Segurança Pública) afirmou que a ocorrência foi como desaparecimento de pessoa e localização de veículo na Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes.

Marcelinho Carioca estreou profissionalmente pelo time do Flamengo no final dos anos 1980, onde chegou a atuar entrando no lugar do ídolo Zico.

Nos anos 1990, foi negociado com o Corinthians, se tornando um dos principais jogadores do time. Recebeu o apelido de “pé de anjo” pelos gols precisos de falta, e é o quinto maior artilheiro da equipe, com 266 gols em 433 jogos.

Entre os principais títulos conquistados pelo ex-jogador na equipe paulista, estão o Mundial de Clubes da Fifa, em 2000, duas vezes o Campeonato Brasileiro (1998 e 1999) e quatro vezes o Paulista (1995, 1997, 1999 e 2001).

O meia também atuou por Santos e Vasco entre os grandes times do Brasil. No exterior, jogou no Valencia, da Espanha, e no Gamba Osaka, do Japão.

Após pendurar as chuteiras, Marcelinho Carioca estudou jornalismo nas Faculdades Integradas Rio Branco, onde se formou em 2017. Ele chegou a atuar como comentarista na Bandeirantes.

O ex-jogador também se aventurou na carreira política. Tentou se eleger deputado federal em 2010 pelo PSB, a deputado estadual pelo PT em 2014, e a vereador pelo PRB em 2016, mas não foi eleito em nenhuma ocasião. Assumiu por cerca de um mês o cargo de deputado federal, em 2015, ao ocupar a vaga deixada por Márcio França, eleito vice-governador de São Paulo.

Marcelinho Carioca atuou por cerca de dois anos como secretário de Esporte e Lazer de Itaquaquecetuba. Ele assumiu o cargo em dezembro de 2020, indicado pelo prefeito do município, o delegado Eduardo Boigues (PP). Ele ficou no posto até janeiro deste ano, quando foi exonerado./ Folha SP

(Foto reprodução)

Compartilhar Notícia