/Embarque em voo da FAB agora tem cão farejador rastreando as bagagens

Embarque em voo da FAB agora tem cão farejador rastreando as bagagens

O esquema de segurança para viagens em aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) foi intensificado com o emprego de cão farejador para revistar bagagens, após 39 quilos de cocaína serem encontrados pela polícia espanhola, em 25 de junho, em uma aeronave reserva do grupo de apoio da comitiva que acompanhava o presidente Jair Bolsonaro em viagem para Osaka, no Japão, onde houve a cúpula do G20.

A evidência do esforço do presidente para evitar que viagens oficiais sejam utilizadas para cometer crimes foi registrada em vídeo de um dos embarques, publicado no último domingo (7). Nas imagens, militares enfileiraram as bagagens de passageiros de um voo da FAB diante da aeronave e colocaram um cão farejador para tentar identificar substâncias proibidas.

O segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues foi o militar flagrado depois de conseguir embarcar em um avião da comitiva presidencial com uma mala com as drogas. O presidente Jair Bolsonaro não estava na aeronave e exigiu maior rigor do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que decidiu alterar as regras de segurança durante os deslocamento da comitiva da Presidência da República. E até mesmo o chefe do Executivo nacional teve de ser submetido à revista mais rigorosa./ DP

Comente com Facebook