Dorival Júnior: ‘Brasil tem de aprender a jogar sem o Neymar’

2 Min. de Leitura

Em sua primeira entrevista como técnico da seleção brasileira, Dorival Júnior falou em pelo menos três oportunidades que o País precisa voltar a uma final de Copa do Mundo. E, para que isso aconteça no Mundial de 2026, o novo treinador não quer depender quase que exclusivamente daquele que foi o principal jogador da seleção na última década: “O Brasil tem de aprender a jogar sem Neymar”, afirmou Dorival.

O treinador elogiou o atacante do Al-Hilal, a quem definiu como “um dos três melhores jogadores do mundo”. Disse também que não guarda qualquer mágoa em relação a 2010, quando foi demitido do Santos após entrar em atrito com Neymar. Dorival, porém, lembrou do histórico de lesões de atleta e que a seleção precisa jogar com o seu conjunto.

“O Brasil tem que aprender a jogar sem o Neymar, entendendo que o momento dele é de lesão, mas tem que entender que temos aí um dos três melhores jogadores do mundo no momento. Temos que aproveitar. O Neymar é um jogador muito importante”, afirmou Dorival Júnior.

“Em relação ao que aconteceu com o Santos, está totalmente superado”, garantiu o técnico. Desde aquele momento, após a partida, já estávamos conversando. A diretoria do Santos tomou um decisão e eu respeitei.”

O treinador reconheceu o mau momento que vive a seleção, mas fez questão de elogiar o trabalho de seus antecessores. “É um momento difícil que estamos passando, sim, mas nada que não seja possível de reverter rapidamente”, declarou o técnico. “Não tem culpados, não tem nenhum tipo de interferência que tenham acontecido. Não tem nada disso. O que precisamos é buscar soluções.”

Dorival Júnior também disse que não espera que o Brasil a partir de agora seja lembrado como “a seleção de Dorival”. Segundo o técnico, ele tem o hábito de montar suas equipes a partir dos jogadores que recebe – e já antecipou que deverá manter boa parte da base que vinha sendo convocada por Fernando Diniz./AE

(Foto reprodução)

Compartilhar Notícia