CNI/Ibope: aumenta desaprovação da maneira de governar do presidente Jair Bolsonaro

2 Min. de Leitura

Pesquisa CNI/Ibope aponta que mais da metade dos brasileiros desaprova a maneira do presidente Jair Bolsonaro  governar o País. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (20/12), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice de pessoas que desaprovam a maneira de Bolsonaro governar oscilou de 50% em setembro para 53% em dezembro.

A aprovação ao governo Bolsonaro caiu de 44% para 41% no mesmo período.

De acordo com o Ibope esta já é a quarta pesquisa em que o percentual de entrevistados que desaprovam o governo Bolsonaro é maior do que a quantidade de pessoas que aprovam a gestão. Em janeiro essa aprovação era de 67% e hoje caiu para 41%, registrando uma queda de 26 pontos. A desaprovação, por outro lado, subiu 32 pontos: foi de 21% para 53%.

Segundo o levantamento, a parcela da população que considera o governo Jair Bolsonaro ótimo ou bom caiu de 31% para 29%, em relação à edição de setembro. O porcentual dos brasileiros que avalia a atual administração como ruim ou péssima aumentou de 34% para 38%.

Mesmo que essas variações estejam ocorrendo dentro da margem de erro da pesquisa, elas demonstram uma tendência de queda da popularidade do presidente. Vale salientar ainda que essa pesquisa foi realizada antes do último episódio envolvendo o filho do presidente, senador Flávio Bolsonaro, que é acusado de suposto esquema de “rachadinha” na época em que era deputado no Rio de Janeiro.

A confiança do presidente também sofreu alterações, 56% dos entrevistados dizem não confiar no presidente Jair Bolsonaro. O índice era de 55% em setembro. Já os que confiam caíram de 42% para 41% entre um trimestre e outro.

O Ibope ouviu 2 mil pessoas em 127 municípios entre 5 e 8 de dezembro. O levantamento anterior havia sido realizado entre 19 e 22 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para cima ou para menos.

 

Compartilhar Notícia