Ceará terá 13,8 mil novas vagas para instituições participantes do Programa Universidade Aberta do Brasil

2 Min. de Leitura

Em reunião com prefeitos, no Palácio da Abolição, em Fortaleza, o governador do Ceará, Elmano Freitas, discutiu o fomento à criação de novos polos da Universidade Aberta do Brasil no estado. A iniciativa se alinha com o Edital Nº 25/2023, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que fomentará até 260 mil novas vagas em cursos de graduação e especialização lato sensu na modalidade EaD (Ensino a Distância) nas Instituições Públicas de Ensino Superior (Ipes) integrantes do Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB), de 2024 a 2026.

Para o Ceará, estão destinadas 13.800 vagas distribuídas entre as sete instituições públicas de ensino superior: UFC, UFCA, Unilab, IFCE, Uece, UVA e Urca. O prazo para solicitação de criação de novos polos pelos municípios é 30 de novembro de 2023.

“Ofertar o ensino superior no Interior do estado democratiza o acesso dos jovens à universidade, principalmente para quem não tem condições financeiras para estudar em outra cidade. Ter acesso ao curso superior é a oportunidade de transformar sua realidade e construir um futuro com mais possibilidades no mercado de trabalho”, pontuou o governador do Ceará, Elmano de Freitas.

Os cursos atendem prioritariamente à Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica, referente à formação inicial e continuada, e cursos EaD de graduação (bacharelados e tecnológicos) e especializações voltadas para a formação de agentes públicos e demandas regionais de formação com foco no desenvolvimento econômico e social local/regional.

Compartilhar Notícia