/Ceará tem melhores resultados da história, 182 municípios cearenses recebem Prêmio Escola Nota Dez

Ceará tem melhores resultados da história, 182 municípios cearenses recebem Prêmio Escola Nota Dez

A educação cearense alcançou os melhores resultados de sua história no ano de 2018. E como forma de recompensar e estimular o trabalho desenvolvido nos municípios, uma grande festa nesta quinta-feira (06/06.), no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, marcou a entrega do Prêmio Escola Nota Dez para as melhores escolas públicas do ano passado, em 182 municípios. Promovido pelo Governo do Ceará, a iniciativa realizou 337 premiações em sua 11ª edição. O governador Camilo Santana marcou presença, acompanhado da vice-governadora Izolda Cela e da secretária da Educação, Eliana Estrela.

O Centro de Eventos recebeu milhares de educadores de diversas cidades do Ceará para receber a premiação das mãos do governador, com muita festa. “Hoje é um dia de reconhecimento ao trabalho que vem sendo desenvolvido há anos no Ceará. É uma política que cada vez mais vem sendo ampliada, aperfeiçoada, pactuada com os municípios. É uma política continuada, meritocrática, que tem premiado alunos, professores, escolas, municípios, e o resultado está aí. O Ceará saiu em 2007 de 39% de alunos alfabetizados na idade certa para praticamente 90% das crianças do 2° ano alfabetizadas. Todos os indicadores têm melhorado. Em 2018 foram os melhores resultados desde quando o Programa (de Alfabetização na Idade Certa) se iniciou e é por isso que o Ceará hoje tem o reconhecimento de ter a melhor educação pública do Ensino Fundamental do país. Inclusive, no último IDEB, das 100 melhores escolas públicas do Brasil, 82 são do Ceará. Então, esse é o momento de reconhecer o trabalho de todos pela educação, que é a coisa mais importante para transformar o país, os estados e as cidades”, enfatizou Camilo Santana.

Confira o quadro de evolução de crianças alfabetizadas e não alfabetizadas:

A premiação para cada escola é de R$ 2 mil por aluno avaliado. Aquelas que precisam melhorar seu desempenho no processo avaliatório também recebem um estímulo de mil reais por estudante. O pagamento é feito em duas parcelas, sendo a primeira equivalente a 75% do valor total que cada unidade tem direito, mediante aprovação pela Seduc do Plano de Aplicação de Recursos Financeiros. O restante será quitado após a escola comprovar a execução da ação de cooperação técnico pedagógica com as escolas que tenham obtido os menores resultados; apresentar manutenção ou elevação do bom desempenho alcançado e a melhoria dos resultados da escola apoiada.

 

Comente com Facebook