/Ceará bate Fluminense no Castelão, respira no Brasileirão

Ceará bate Fluminense no Castelão, respira no Brasileirão

O Ceará levou a melhor sobre o Fluminense na noite desta quarta-feira (30/10) no Castelão, em confronto direto na luta contra o rebaixamento, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Bergson abriu o placar logo no começo do 1º tempo, o Tricolor pressionou em busca do empate, mas viu Mateus Gonçalves decretar a vitória do time da casa nos acréscimos do 2º tempo.

Com a vitória, o Ceará chegou aos 33 pontos e respirou na luta contra o descenso. Já o Fluminense, estacionado com 30 pontos, pode voltar à zona do rebaixamento ao fim da rodada em caso de vitória do Cruzeiro sobre o Botafogo nesta quinta.

O Ceará abriu o placar logo aos 13 minutos de jogo, com Bergson, após lindo lançamento de Ricardinho. O Vozão foi superior no 1º tempo e levou perigo diversas vezes a um Fluminense que se defendia mal e errava muito no ataque. No intervalo, Marcão tirou Nenê e Marcos Paulo e colocou Wellington Nem e João Pedro. O Tricolor voltou com outra postura, se aproveitou do recuou do time da casa e pressionou durante toda a 2ª etapa. Mas a equipe carioca pecou nas finalizações, não conseguiu transformar as chances em gol e foi castigado por Mateus Gonçalves em contra-ataque já nos acréscimos.

Bergson foi o destaque da vitória do Ceará. O atacante fez o primeiro gol, em toque na saída de Muriel, no 1º tempo, e deu o passe para Mateus Gonçalves marcar o segundo, já no fim do jogo.

Mateus Gonçalves, que começou a temporada no Fluminense e seguiu para o Ceará no meio do ano, fez valer, mais uma vez, a famosa “lei do ex”. O atacante, que realizou um “chá revelação” do sexo de seu próximo filho no Castelão durante a semana, o entrou na segunda etapa para decretar a vitória nos acréscimos.

A experiente dupla do Fluminense voltou a começar junta, um jogo depois de Marcão ter barrado Ganso. Os dois, no entanto, erraram muito e ficaram devendo. Nenê foi substituído no intervalo, enquanto o camisa 10 seguiu até o fim, mas sem fazer a diferença / ge

Comente com Facebook