/Camilo só vai enviar projeto de reestruturação salarial dos agentes de segurança depois de debate em comissão

Camilo só vai enviar projeto de reestruturação salarial dos agentes de segurança depois de debate em comissão

A proposta do Governo do Estado de reestruturação salarial dos agentes de segurança estaduais será debatida na próxima segunda-feira (10/02), às 14h, na Assembleia Legislativa, por comissão formada durante reunião realizada na tarde desta quinta-feira (06/02), no Palácio da Abolição. O encontro contou com o governador Camilo Santana,  deputados estaduais, secretários estaduais, como o de Segurança e da Casa Civil, representantes de associações e entidades da categoria.

A comissão, que contará com parlamentares, representantes de entidades da categoria, técnicos do Estado e Ministério Público, avaliará os pontos discordantes apresentados na tarde de hoje para buscar avançar na proposta.

Entre eles estão o número de parcelas do escalonamento, o valor da primeira parcela a ser recebida pelos agentes de segurança e a diferença de remuneração entre patentes dos agentes de segurança.

Segundo o deputado Júlio César Filho (Cidadania), ficou definido que o governador do Estado, Camilo Santana, só enviará a mensagem com a proposta de reestruturação salarial para a apreciação e votação dos deputados na AL “depois de achar um consenso”.

“É com bastante responsabilidade que vamos nos debruçar nessa comissão”, afirmou o líder do Governo na AL, deputado Júlio César Filho. Ele afirmou que qualquer mudança precisa ser feita respeitando a capacidade financeira do Estado para que, depois da reestruturação aprovada, o Governo do Estado tenha condições de arcar com todas as condições, assim como respeitar o limite de gasto com pessoal que versa a lei de responsabilidade fiscal.

O deputado Soldado Noélio (Pros) afirmou que a categoria está com prejuízo salarial de acúmulo de não reposição da inflação de vários anos consecutivos. “Estamos pedindo reposição do que se perdeu ao longo dos anos e que possamos construir uma carreira em que o policial, ao galgar postos e promoções, possa ter uma remuneração condizente com cada patente que ocupar”, indicou.

O parlamentar ressaltou a mobilização dos policiais, bombeiros e suas famílias que estiveram presentes no entorno da AL hoje e ressaltou que a negociação aconteceu e vai continuar graças e eles. “A categoria veio, de forma legítima, para cobrar dos representantes eleitos pelo povo, os deputados, que intermediassem junto ao governador uma solução”, indicou.

A reunião com o governador contou com o presidente da AL, deputado  José Sarto (PDT), os parlamentares Júlio César Filho, Evandro Leitão (PDT), Elmano Freitas (PT), Soldado Noélio (Pros), Delegado Cavalcante (PSL), Renato Roseno (Psol), Walter Cavalcante (MDB).

Comente com Facebook