Câmara faz de audiência pública um convescote de atravessadores

1 Min. de Leitura
Brasília, DF, Brasil, 3/12/2015 Foto:Tony Winston/Agência Brasília Possibilidade de instalação de postos de combustíveis em estabelecimentos comerciais e industriais foi inserida no texto. Projeto de lei trata de cobranças por mudança de destinação e por construções além do projeto original.

A Comissão de Minas e Energia da Câmara decidiu realizar no próximo dia 11 uma audiência pública para discutir a venda direta de etanol aos postos, definida por sentença da Justiça Federal e sob exame do Congresso e do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), mas convidou apenas quem é contra a medida: representantes dos distribuidores, que atuam como atravessadores, e seus defensores.

À exceção do senador Otto Alencar (PSD-BA), foram chamados para a audiência pública só políticos ligados aos distribuidores.

Todas as entidades controladas por atravessadores de combustíveis estarão no convescote. Todas elas sediadas em São Paulo.

Entidades que defendem venda direta de etanol não foram convidadas à audiência pública. Atravessadores têm medo de concorrência./DP

Compartilhar Notícia