Brasil e EUA reconhecem Guaidó como presidente interino da Venezuela

1 Min. de Leitura

A pressão contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, aumentou significativamente dentro e fora do país nesta quarta-feira (23/01), com milhares de pessoas tomando as ruas pedindo a sua renúncia e com a decisão de grande parte dos países do continente americano, entre eles o Brasil, de reconhecer o líder opositor Juan Guaidó como presidente interino.

Subiu para 13 o número de mortos em dois dias de protestos contra o regime de Nicolás Maduro, segundo a ONG Observatório Venezuelano de Conflito Social. O Ministério Público confirmou apenas 6 mortes e disse que os casos estão sendo investigados.

 

Compartilhar Notícia