Bancos lançam programas de renegociação de dívidas com descontos que chegam a 96%

3 Min. de Leitura
Dinheiro, Real Moeda brasileira

O Itaú Unibanco lançou uma campanha de renegociação de dívidas nesta sexta-feira (5/1), para clientes que estão com atraso em pagamentos. O programa “Conte com o Itaú” oferece descontos de até 96% e possibilidade de parcelamento em até 73 vezes, a depender do tipo de dívida e do perfil do correntista.

Além disso, ainda oferta pagamentos da primeira parcela para até 30 dias após a negociação. O objetivo, de acordo com a nota enviada à imprensa, é de dar suporte aos clientes diante das despesas de início de ano, como matrículas e materiais escolares, IPVA, IPTU, entre outras contas.

A iniciativa segue a esteira do Desenrola, que foi prorrogado para março deste ano. De julho até dezembro passado, a campanha de renegociação de dívidas do governo federal renegociou mais de R$ 29 bilhões em dívidas e atendeu a 10,7 milhões de devedores.

Segundo o banco, a campanha recém-lançada não interfere no Desenrola. Caso o cliente atenda aos requisitos da iniciativa do governo federal, ele é encaminhado para a página oficial do programa.

O Itaú não é o único banco a oferecer condições especiais de negociação para devedores. Confira abaixo campanhas similares em outras quatro grandes instituições financeiras do país.

SANTANDER

A depender do perfil da dívida e do cliente, o banco espanhol oferece taxas flexíveis e descontos de até 90% para a renegociação. Há ainda a possibilidade de parcelamento em até 120 vezes, em ofertas com ou sem pagamento de entrada.

A campanha não interfere no Desenrola, do qual o Santander também participa. Para clientes não elegíveis ao programa do governo federal, o banco promete “condições inéditas” mediante análise do perfil do devedor.

BRADESCO

Sob o mote “Com o Bradesco, eu Desenrolo”, o programa do banco se vende como um complemento ao do governo federal para atender o público não elegível.

As condições oferecidas são de parcelamento de até 60 vezes e descontos de até 96%, a depender do perfil da dívida e das necessidades do cliente.

BANCO DO BRASIL

Parceiro do Desenrola, o Banco do Brasil afirma que clientes enquadrados na iniciativa do governo federal podem ter descontos de até 99% e taxa de juros de até 1,99% ao mês. Além disso, oferece prazo de até 60 meses, sem necessidade de pagamento de entrada, e vencimento da primeira parcela entre 30 e 59 dias.

Fora do programa, clientes devedores podem renegociar dívidas de varejo em até 96 meses.

CAIXA

Já a Caixa, por meio da ação “Tudo em Dia”, oferece desconto de até 90% e parcelamento de até 120 vezes, com entrada mínima de 10% do total da dívida. Créditos habitacionais em atraso também podem ser negociados.

As condições, aqui, também dependem do perfil do contrato e do cliente./ Folha SP

(Foto reprodução)

    Compartilhar Notícia