Aumento médio de 24,88% na conta de luz passa a valer a partir desta sexta-feira no Ceará

2 Min. de Leitura

O reajuste traz diferenciação entre as categorias de consumo. Para consumidores de imóveis residenciais com baixo consumo o aumento foi de 24,26%. Para os clientes de média e alta tensão, em geral, indústrias e grandes comércios, o índice aprovado foi de 24,18%. Já para consumidores de baixa tensão, como residências e pequenos negócios, o aumento é de 25,12%.

Nesta sexta-feira (22), a Comissão de Defesa dos Direitos dos Usuários dos Serviços Públicos da OAB-CE vai analisar o reajuste em uma sessão extraordinária. Após a reunião, o grupo deverá se manifestar sobre a adoção das medidas e pode até questionar o reajuste na Justiça.

Em 16 de abril, a bandeira de escassez hídrica que incidia sobre a conta termina, passando a vigorar a bandeira verde. A bandeira de escassez é a mais cara do sistema e foi criada por uma resolução do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE). Ela incide nas contas de luz desde setembro de 2021 e foi implantada na tentativa de cobrir os custos adicionais diante das medidas adotadas para enfrentar a escassez hídrica.

O reajuste tarifário anual atualiza o valor da energia paga pelo consumidor, anualmente, com base em fórmula prevista no contrato de concessão. Os reajustes acontecem em datas determinadas pelo Contrato de Concessão./g1

Foto: reprodução

Compartilhar Notícia