/A insurreição dos suplentes de vereador em Nova Russas

A insurreição dos suplentes de vereador em Nova Russas

Muitos foram os movimentos de insurreição no Brasil e no Mundo. O termo geralmente é utilizado para denominar uma rebelião de um grupo de pessoas que se revolta contra aqueles que estão no poder. 

Um dos líderes dessa sublevação de suplentes de vereador em Nova Russas é o ex-vereador Kapita, que mantem reuniões periódicas com um grupos de suplentes para fechar questão em relação as eleições para Câmara em 2020.

A ideia ganhou força com a aprovação da Emenda Constitucional 97/2017 que estabelece o fim das coligações proporcionais e a obrigatoriedade do vínculo de candidaturas, ou seja, os candidatos do mesmo partido poderão optar em votar em candidaturas majoritárias diferentes, com a permissão do partido.

A Emenda Constitucional 97/2017 determina: “§ 1º É assegurada aos partidos políticos autonomia para definir sua estrutura interna e estabelecer regras sobre escolha, formação e duração de seus órgãos permanentes e provisórios e sobre sua organização e funcionamento e para adotar os critérios de escolha e o regime de suas coligações nas eleições majoritárias, vedada a sua celebração nas eleições proporcionais, sem obrigatoriedade de vinculação entre as candidaturas em âmbito nacional, estadual, distrital ou municipal, devendo seus estatutos estabelecer normas de disciplina e fidelidade partidária.”

Kapita que já fez muito sucesso no rádio, sendo convidado para participar de programas de televisão de grandes estrelas nacionais da televisão brasileira como;  Gugu Liberato, Jô Soares, Silvia Popovic e outros, destaca que esse movimento de rebelião dos suplentes de vereador é legítimo.

” Os suplentes passam a vida inteira ajudando a eleger os vereadores, porque são eleitos com a judas deles, funcionava assim no sistema anterior as mudanças na legislação eleitoral. O que os eleitos geralmente fazem, viram as costas para os suplentes e ignoram o seu valor. Muitos deles fazem compromissos verbais com seus suplentes e depois fingem que não houve nada.São esses comportamentos que estão unindo os suplentes a não participarem de nenhum partido com vereador com mandato. Já que eles acham que são bons sozinhos, que agora se elejam sozinhos,” ressalta Kapita.

Ex-vereador e ex- presidente da Câmara de Nova Russas, Kapita hoje está na condição de suplente e assegura que tem um bloco fechado com esse pensamento, as demais questões serão resolvidas durante as reuniões periódicas que estão sendo realizadas constantemente.

(Reginaldo Silva, Ceará Notícias)

Comente com Facebook