43 prefeitos decidem deixar o PDT e acompanhar Cid Gomes

2 Min. de Leitura

Em reunião nesta terça-feira (14/11), no hotel Gran Marquise, na Beira Mar, em Fortaleza, o PDT Ceará reuniu dezenas de prefeitos e centenas de vereadores para fazer os devidos encaminhamentos para deixar a legenda pedetista.

Com os pedidos de desfiliação de 15 deputados e 43 prefeitos, o senador Cid Gomes, em rápida declaração na saída do encontro disse que a reunião se tratava de um movimento coletivo. “Eu não me considero mais do partido”, disse o senador. O parlamentar tem evitado comentar sobre a sua permanência na legenda, mesmo com o aval dado à saída de todo o seu grupo da sigla. 

De acordo com o porta-voz do colegiado, secretário do Desenvolvimento Econômico do Ceará e deputado licenciado, Salmito Filho, as definições desta terça deram novos encaminhamentos para o bloco cidista. Por exemplo, a formação de uma comissão de deputados que ficará encarregada de conversar com legendas que devem acomodar os dissidentes pedetistas. “Eu assino o que o Salmito disser”, enfatizou o senador.

O prefeito de Tamboril, Marcelo Mota (PDT) que participou da reunião e seguirá as orientações do senador Cid Gomes destacou que o grupo de gestores deve ser acomodado dentro do arco de aliança de Cid.

Dos 46 prefeitos que compareceram a reunião, apenas três, não se manifestaram de imediato; de Assaré, José Libório Leite Neto, Araripe, Cicero Ferreira da Silva, e de Pentecoste, João Bosco Pessoa Tabosa., os demais gestores optaram por deixar a legenda.

Ainda de acordo com o prefeito Marcelo Mota, ficou definido na reunião, a formação de uma comissão de deputados que ficará encarregada de conversar com legendas que devem acomodar os dissidentes pedetistas, já em relação aos vereadoreseles, eles deverão encaminhar seus pedidos de desfiliações somente no período da janela partidária.

Compartilhar Notícia