Número de casos de Covid em junho no Ceará é o maior desde fevereiro

2 Min. de Leitura
Moradores de Águas Claras enfrentam filas enormes para teste do Covid-19 no estacionamento do Centro Universitário Euroamericano (Unieuro). O 'drive-thru' é feito para testagem em massa do novo coronavírus e o atendimento realiza-se por ordem de chegada, dentro do veículo, sendo proibido sair do carro sem orientação da equipe de saúde. Também é recomendado o uso de máscaras faciais e que cada carro tenha, no máximo, quatro pessoas. Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Já no mês de fevereiro, período em que a terceira onda da doença começava a perder força, foram contabilizados 26.432 casos.

Na última semana para o encerramento do mês, os casos de junho são duas vezes maior que a soma dos registrados nos meses de março (2.205 casos), abril (1.353 casos) e maio (2.035 casos).

O crescimento abrupto da doença pode ser percebido ainda com mais clareza se comparado este mês com o mês anterior, um aumento cinco vezes maior em junho em relação a maio.

Apesar do aumento de casos, o número de óbitos por Covid no Ceará estão em queda desde fevereiro, período pós terceira onda, em que 632 pessoas morreram por complicações da doença.

Até este domingo (25), foram registrados 8 óbitos do mês de junho. Até agora, a menor quantidade de mortes do ano. Março, abril e maio tiveram, respectivamente, 138, 31 e 11 mortes por Covid.

Já janeiro, auge da terceira onda, foi o mês com o maior número de óbitos, com 969 pessoas mortas pela doença. Maior quantidade de mortes desde junho de 2021, quando 1.366 perderam a vida por conta da Covid.

Foto: reprodução

Compartilhar Notícia