Generais estão entre os primeiros alvos da CPI

1 Min. de Leitura

A Comissão Parlamentar de Inquérito aberta no Senado para investigar a atuação do governo federal, estados e municípios na pandemia deve mirar primeiro nos militares. Entram na mira os generais Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde e Walter Braga Netto, atual ministro da Defesa, que comandou um comitê de crise quando estava na chefia da Casa Civil, entre outros oficiais, devem ser chamados para depor.

Ambos os generais entraram na mira do Tribunal de Contas da União (TCU) e de membros da CPI.

A convocação de Pazuello já era certa, mas ontem senadores da CPI combinaram de incluir entre os primeiros a serem ouvidos também o atual ministro da Defesa. A decisão ocorre após técnicos do TCU considerarem que Braga Netto não atuou de forma a “preservar vidas” quando comandou o comitê da crise. O general já teria entrado em contato com ministros da Corte para se defender e tentar sair da mira do tribunal e agora da CPI.

 

 

Compartilhar Notícia