/Ciro diz que Bolsonaro não deve terminar o governo, que Lula desafia a Justiça e chama Moro de “politiqueiro”

Ciro diz que Bolsonaro não deve terminar o governo, que Lula desafia a Justiça e chama Moro de “politiqueiro”

O ex-governador do Ceará e ex-ministro, Ciro Gomes (PDT) disse em entrevista a Folha de São Paulo que acredita que o presidente Jair Bolsonaro não deve terminar o mandato, que Lula desafia a Justiça e ainda chamou o ministro da Justiça, Sérgio Moro de politiqueiro.

Ciro Gomes fala sobre a possibilidade de um impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

“Eu acho que ele não termina, mas é um mero palpite. Por quê? Porque o Bolsonaro não tem traquejo para o antagonismo. Ele já deu entrevista, impressionante que não repercutiu muito, para a revista Veja, que não é de ser lida, mas a gente vê a repercussão no Facebook. Mas ele se confessa acordar de madrugada chorando aos quatro meses de governo.

Você imagina que o Bolsonaro é o presidente que mais rápido e profundamente erodiu seu capital político de origem. Ainda foi no Sete de Setembro, saiu no carro oficial e teve uma palminha. No Sete de Setembro do ano que vem, ele não bota a cara na rua, porque a economia não vai mudar nada,” enfatizou Ciro.

O ex-ministro e candidato a presidente nas eleições de 2018, também ressaltou que o ex-presidente Lula desafia a Justiça do País.

“A presença de um cidadão na cadeia é ordem do Estado e da lei. Não depende da vontade dele. Então, se a Justiça determinar o regime semiaberto, cabe ao paciente, isso estou falando em tese qualquer que seja ele, simplesmente obedecer. Isso é o que está escrito na lei. Não é voluntário a presença de ninguém em uma cadeia pública.

Lula só faz política 24 horas por dia e está desmoralizando a Justiça que resta do Brasil. No Brasil, agora, não tem mais lei. É tudo conveniência e o Lula sentiu, com esse instinto extraordinário que ele tem, que a Justiça brasileira está em xeque e resolveu tripudiar,” esclarece o ex-governador do Ceará.

Ao se referir ao ex-juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, Ciro sentencia, Moro é um “politiqueiro”.

“Sou um profissional do direito. Sei a importância de a gente respeitar a regra e o Estado de Direito democrático independentemente quem ele atinge. E, evidentemente, o Moro não se comportou. Isso não estou dizendo agora.

O juiz que é bom juiz tem de ter determinados zelos com o seu comportamento. E o Moro é um politiqueiro ambicioso e corrupto, porque aceitou uma promessa de uma vantagem. Ou não é corrupção um juiz condenar um político, independentemente se esse político é ou não culpado, e depois aceitar ser ministro de quem ganhou a eleição, porque aquele outro não pôde participar da eleição? Isso é deplorável. Não existe esse tipo de precedente no mundo.

O Moro é um politiqueiro absolutamente desonesto. É uma mancha grave no Poder Judiciário brasileiro, além de ser muito despreparado. Moro é analfabeto funcional de matéria de direito,” Pontua Ciro.

Comente com Facebook